Vestido de noiva

A história do vestido de noiva: do preto ao branco

Você conhece a história do vestido de noiva?

O casamento é uma cerimônia que existe há séculos. Ao longo da história, ocorreram transformações em diversas características do evento. Entre elas, o vestido de noiva. A cor, modelo, tecidos, tudo mudou. A história dessa peça tão importante passou por diversas reviravoltas. Ao redor do mundo, dependendo da cultura e religião, aderiu-se a um tipo de vestido, mas o famoso vestido branco é uma das principais marcas dos casamentos ocidentais.

No passado, o objetivo dos casamentos estava ligado à união de famílias e a contratos comerciais e políticos, nada romântico! As famílias decidiam quem se casaria com quem, ou seja, tudo era arranjado. Assim, as noivas deveriam se vestir de maneira a impressionar, ostentando as posses e riquezas familiares. A vestimenta era, portanto, reflexo da posição social. Os vestidos eram luxuosos e de cores variadas. E os tecidos eram nobres e caros, como veludo, seda e peles de animais.

Na Roma antiga, as noivas utilizavam véu cor de vinho sobre uma túnica amarelada. Já na Grécia, vestiam cores escuras e estampas. Da Renascença, por volta do século XVI, até o início do período Barroco, no século XVII, os vestidos eram pesados, suntuosos e pretos. Sim, pretos! A cor deve-se aos fortes costumes religiosos da sociedade da época, pois a estética religiosa sugeria o uso de cores escuras, geralmente preto, e vestidos fechados até o pescoço, deixando pouca pele à mostra.

Mas como chegamos no branco?

A resposta para essa pergunta é um pouco complicada, pois não há consenso.

No ano de 1406, Philippa da Inglaterra, em seu casamento real, usou uma túnica com uma capa de seda branca com pele de esquilo e arminho. Foi, portanto, a primeira documentação de uma princesa casando com vestido branco.

No entanto, alguns acreditam que a escocesa Mary Stuart foi a pioneira, utilizando o branco no século XVI, mais especificamente em 1559. A escolha teria sido fruto de uma homenagem que ela fez à família Guise, de sua mãe, que tinha a cor branca no brasão.

Outro relato é sobre o casamento da rainha Maria de Médici, da França, no século XVII. Maria usou uma vestimenta branca, com detalhes dourados e com decote quadrado, causando espanto na corte francesa.

O historiador da arte e da moda, João Braga, contou, em entrevista para a Rádio Jovem Pan, outro acontecimento marcante: o casamento de Napoleão Bonaparte com Josephine, sua primeira esposa, na Catedral de Notre-Dame de Paris, no século XVIII. No casamento, que precedeu a cerimônia de coroação de Napoleão como governante, a noiva usou um vestido branco. O noivo também vestia roupas de mesma cor. A intenção era passar uma ideia de pureza e honestidade. Assim, a partir do ocorrido, nos casamentos que aconteciam na catedral, as noivas passaram a utilizar vestidos brancos.

Apesar das diversas versões, o vestido de noiva branco se popularizou com a Rainha Vitória, da Inglaterra, no século XIX. Já que ela foi uma das primeiras nobres a se casar por amor, usando vestido de renda branco,  véu de mesma cor, buquê de rosas e sem coroa.

Vestido de noiva Rainha Vitória. Foto: Reprodução

Mais tarde, entretanto, a cor branca passou a simbolizar a virgindade e pureza das noivas.

A história do vestido de noiva no século XX e XXI

#Década de 10

A Belle Époque influenciou os vestidos que, agora, eram bem soltos, românticos e repleto de detalhes. Os véus eram longos e delicados e os acessórios floridos.

Vestidos de noiva década de 10. Foto: Reprodução

#Década de 20

Pós-Primeira Guerra Mundial, os vestidos ganharam ares mais masculinos. Assim, o corte era reto, os véus continuavam sendo longos e com um toque de estilo Art Déco. A silhueta reta era equilibrada com bordados e pedrarias.

Vestidos de noiva década de 20. Foto: Reprodução

#Década de 30

Mangas longas, vestidos mais fechados e ajustados, dessa forma o corpo da noiva ficava bastante coberto.

Vestidos de noiva década de 30. Foto: Reprodução

#Década de 40

Tailleur e vestidos simples! Como resultado da crise econômica resultante da Segunda Guerra Mundial, era difícil comprar tecidos e detalhes para produzir vestido mais elaborados.

Vestidos de noiva década de 40. Foto: Reprodução

#Década de 50

Era do New Look! A tendência criada por Christian Dior se caracterizava pela cintura marcada e saias volumosas. Grace Kelly em seu casamento real foi um grande marco do período. As mangas longas e  comprimento midi também foram explorados.

Vestido de noiva Grace Kelly. Abril de 1956. Foto: Reprodução

#Década de 60

Contracultura, feminismo e movimentos estudantis. Era tempo de quebrar paradigmas. Assim, os vestidos se tornaram mais modernos, curtos e com cortes geométricos, sem muitos adornos. O estilo tubinho estava em alta, tendência criada por Yves Saint Laurent.

Vestidos de noiva década de 60. Foto: Reprodução

#Década de 70

Tudo junto e misturado! É impossível definir apenas um estilo para os vestidos de noiva dessa década. Era uma diversidade de texturas, formas e tecidos.

O movimento hippie influenciou bastante os vestidos, trazendo um toque retrô. Fruto da liberação sexual dos anos 60, alguns vestidos destacavam a sensualidade. As referências campestres também estavam presentes por conta da valorização da vida livre e simples do campo. Assim, tinham desde modelos mais clássicos até modelos fluidos com detalhes rendados e floridos.

Vestidos de noiva década de 70. Foto: Reprodução

#Década de 80

É hora de exagerar! Assim, volume, ombreiras, mangas bufantes, grinalda e brilho ganham destaque. O vestido da princesa Diana marcou esse estilo, por exemplo.

Vestido da Princesa Diana de Gales. Palácio de Buckingham depois de seu casamento com o príncipe Charles na Catedral St. Paul, em 1981 (Royal Collection/Reprodução)

#Década de 90

Acima de tudo, menos é mais! Depois do exagero da década anterior, as noivas optam pela simplicidade.

Vestidos de noiva década de 90. Foto: Reprodução

#Anos 2000

Mistura de tendências das décadas passadas com um toque de modernidade. Assim, mangas longas, toque de cor, volume e decote tomara que caia entram em alta.

Ou seja, atualmente, cada noiva usa um estilo. Existe a noiva clássica, a moderna, a minimalista, a elegante….tem para todos os gostos. Muitas optam por outros tons claros, como off-white, champagne e blush para fugir um pouco do branco. Hoje, o mundo da moda das noivas é bem mais flexível, permitindo que cada noiva coloque sua personalidade no vestido.

Vestido de noiva
Vestido de noiva. Foto: Pixabay
Vestido de noiva rosé
Vestido de noiva rosé. Foto: Pixabay
Vestido de noiva tomara que caia. Foto: Klimkin por Pixabay

Então, o que achou da história do vestido de noiva?

Até a próxima!

Anteriores

Bem-vindo ao blog Vestida para casar!

Próximo

Assessoria de casamento: Como planejar o grande dia

  1. Stephanie

    Não fazia a menor ideia de que o vestido de noiva nem sempre foi branco!! Muito interessante.

  2. Maria Carolina

    Que interessante! Incrível como tudo muda.

  3. Carolina Ferraz

    Muito interessante!

  4. Não conhecia a história dos vestidos e não tinha percebido como eles mudaram ao longo do tempo. Muito interessante!!

  5. Catia ferreira

    Amei!!
    Historia muito legal dos vestidos!

  6. Thais

    Fantástica a história dos vestidos, muito interessante!

  7. Patrícia Capassi

    Muito interessante conhecer a história das cores e o porquê dos modelos de cada década…
    muito bom!!!

  8. Lucia Marta A Soua

    Realmente a história mostra detalhes muito interessantes. Excelente matéria, ainda bem que mudamos!!!

  9. Roberta Sanjuliano

    Parabéns pela matéria! Muito interessante conhecer a história das tradições que temos hoje. Adorei como esse giro pelas décadas nos falou da história através dos vestidos de noivas!!!

  10. Andrea

    Muito legal saber a história por trás das tradições. Parabéns pela pesquisa.

  11. Pabllo

    muito interessante!

  12. Sandra

    Trabalho de pesquisa incrível, muito bem explicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén